O HIIT é um método de treinamento no qual trabalhamos, de forma combinada, momentos de máximo esforço e outros de descanso ou recuperação. Atualmente, o HIIT está sendo praticado por muitas pessoas porque é um treinamento de curto prazo e uma grande influência no metabolismo sendo importantíssimo para perder peso. No entanto, sua demanda é bastante alta e devemos estar preparados e nos adaptar pouco a pouco ao nível.

O treinamento de intervalo de alta intensidade (HIIT) fez um nome para si mesmo na comunidade fitness como um dos métodos de treinamento mais populares. Ampliando o número de repetições e construindo seu treino em torno de ciclos, o HIIT aumenta rapidamente sua frequência cardíaca. Mas, como muitos outros tipos de exercícios, há inúmeros rumores flutuando em torno de HIIT, o que leva a alguns mitos populares.

Quem não queria explodir em um treino em 30 minutos em vez de passar uma hora na academia, especialmente se isso ajudasse você a perder peso mais rapidamente? Para ajudá-lo a entender melhor os benefícios desta abordagem de treinamento, continue lendo os sete dos mitos mais populares sobre o HIIT.

 

Mito 1: todos podem fazer um treino HIIT

Com HIIT, você estará atingindo 85% a 95% da sua frequência cardíaca máxima. Mesmo que isso seja apenas de 20 a 30 segundos, o nível de intensidade seria muito alto.

Você precisa ter certeza de que pode acomodar o grau de trabalho e o estresse nos músculos e articulações. Comece lentamente e aumente a intensidade à medida que você fica apto.

 

Mito 2: HIIT e SMIT são a mesma coisa

SMIT significa treinamento de intervalo Máximo. É um método de treinamento onde o esforço total é seguido por um período prolongado de descanso completo ou atividade zero. Isso não é o mesmo que HIIT.

Ambos são altamente intensos, mas estudos mostraram que o SMIT prolongado leva a rendimentos decrescentes mais rápidos e a falta de interesse ao contrário do HIIT.

Mito 3: HIIT é o método mais eficaz para ficar apto e saudável

O HIIT é ótimo para queimar gordura corporal e ficar em forma, mas não deve ser o único método de exercícios em sua rotina.

O seu programa fitness também deve incluir treinamento de força e métodos para melhorar a agilidade, flexibilidade e condicionamento físico.

 

Mito 4: Quanto mais tempo de HIIT melhor os resultados

O HIIT é muito intenso e é por isso que a sua duração não deve exceder 30 minutos. A frequência ideal para HIIT é apenas 3 dias por semana no máximo.

Se você executa HIIT mais do que isso, você poderia estar expondo suas articulações a uma lesão.

Além disso, porque você está trabalhando no esforço máximo do seu corpo, você também está excedendo a capacidade do seu Sistema Nervoso Central.

Isso poderia levar a comprometer seu sistema imunológico.

 

Mito 5: O aeróbico no estado estacionário é mais eficaz na queima da gordura corporal

Muitos especialistas acreditam que o aeróbico no estado estacionário é mais eficaz na queima de gordura do que o HIIT, isso aponta para maratonistas e participantes de triatlo que são muito magros.

Sim, eles são magros, mas também são quase desprovidos de qualquer musculo ou definição.

Ginastas em comparação com corredores de longa distância têm uma definição incrível, mas ao mesmo tempo carrega músculos bem formados.

HIIT queima mais gordura corporal, porque quando você trabalha com 95% de capacidade, está consumindo reservas de glicogênio.

Portanto, há menos chances de armazenamento de gordura corporal. Estudos também mostraram que seu metabolismo permanece alto por um período mais longo em comparação com aeróbico no estado estacionário.

HIIT é uma forma eficaz de exercício e deve ser parte da rotina de qualquer pessoa física.

Mas, ao mesmo tempo, não se esqueça dos outros componentes importantes da aptidão para alcançar a saúde geral e o bem-estar.

 

Mito 6: HIIT não cria massa muscular

Falso Claro, o exercício cria massa muscular, e os exercícios HIIT não são uma exceção. A diferença é que, com o HIIT, não criaremos mais massa muscular do que com um exercício de hipertrofia com pesos… O HIIT serve para ficar em forma e é uma exceção de queima de gordura, como veremos no próximo mito.

 

Mito 7: Você deve fazer 45 de HIIT para que o treino valha a pena

O exercício aeróbico convencional, como fazer uma corrida por longos períodos a um ritmo moderado e constante, ainda é considerado por muitas pessoas como a melhor forma de se manter em forma. É claro que, se tivermos tempo e motivação, mas foi demonstrado que HIIT, com intervalos de alta intensidade, requer muito menos tempo do que os aeróbicos convencionais e também é muito mais eficaz na queima de gordura.

O HIIT é um treinamento excelente que pode ser feito 2 a 3 vezes por semana, combinando-o com nossa rotina usual de treino.

Com a popularidade do treino de intervalo de alta intensidade, os 30 minutos padrão de treinamento aeróbico no estado estacionário pareciam cair fora de favor. O aeróbico de estado estacionário é muitas vezes demonizado por interferir e até matar ganhos musculares do treinamento de força. A adição de exercícios aeróbicos de baixo impacto, como ciclismo, não compromete ganhos em força ou tamanho muscular. Na verdade, um estudo descobriu que em homens que não eram treinados, o exercício aeróbio poderia aumentar seus ganhos musculares. E, claro, o treinamento aeróbico aumenta sua aptidão aeróbica. O exercício aeróbio leve a moderado é um ótimo método para usar nos dias de recuperação – entre os dias de treinamento anaeróbico (condicionamento) mais intensos.

 

Se você não sabe por onde começar e ainda tem algumas dúvidas, então, em primeiro lugar, consulte o seu médico para determinar se um determinado tipo de exercício que você pode praticar, em seguida, encontre um bom treinador pessoal para configurar um programa de exercícios adaptados para se adequar suas necessidades específicas.

Então, que tal tentar praticar o HIIT e descobrir se o treino ideal para você?

Write a comment:

*

Your email address will not be published.


Todos os direitos reservados a Ação e Água

Follow us: